O tenista sérvio Novak Djokovic recebeu nessa quinta-feira (21) o título de sócio do San Lorenzo de Almagro, um dos grandes clubes argentinos e que tem como ilustre torcedor o Papa Francisco, depois que o prefeito de Buenos Aires o presenteou com uma camisa do Boca Juniors e ele confessou que preferia o uniforme do time do papa.

Segundo o governo da capital da Argentina, Djokovic, que está no país para disputar uma partida de exibição contra o espanhol Rafael Nadal, acompanhou o prefeito de Buenos Aires, Mauricio Macri, em uma visita a uma escola de educação física.

Durante o ato, Macri – que foi presidente do Boca Juniors entre 1995 e 2007 – presenteou o sérvio com o uniforme do clube xeneize com o número 10 e o nome Nole e, em seguida, deu para uma das professoras uma camisa do San Lorenzo, cuja sede fica em frente à escola.

Djokovic aceitou o presente, mas disse: “quero a do Papa Francisco”. Os professores conseguiram rapidamente uma camisa do San Lorenzo para oferecer ao tenista, segundo a imprensa local.

Minutos depois, o presidente do San Lorenzo, Matías Lammens, anunciou no Twitter que o clube contava com um novo sócio e publicou uma foto da carteira de Djokovic.

O sérvio foi, além disso, reconhecido hoje como “Hóspede de Honra” da capital argentina.

“Ele é um dos melhores jogadores do mundo e queria conhecer a escola de vocês porque é um homem que ama o esporte. É uma honra que tenha nos visitado e o declaramos Hóspede de Honra”, proclamou o prefeito de Buenos Aires durante a visita à escola.

Sem mais artigos