A batalha campal envolvendo torcedores do Atlético-PR e do Vasco da Gama, no último domingo (08), na Arena Joinville, em partida válida pela última rodada do Campeonato Brasileiro, foi relatada de perto pelo repórter Rodrigo Machado, da Rádio Manchete AM760, do Rio de Janeiro. Durante a transmissão ao vivo do jogo que decidia o futuro da equipe carioca na competição, o jornalista interrompeu a narração do companheiro Rodrigo Campos para trazer detalhes do conflito e acabou se emocionando no ar com as cenas de barbárie vista das arquibancadas do estádio.

“Tem um que realmente não tem condições de estar vivo. Ele está completamente pelado. Olha, uma confusão lamentável. Esse jogo tem que ser interrompido. Esse Campeonato Brasileiro tem que acabar, cara. Isso aqui é uma vergonha. Esse país é uma vergonha. A gente está sem segurança no gramado de jogo”, desabafou Rodrigo Machado, com a voz tremula.

Acompanhando o repórter e o narrador na transmissão da partida, o comentarista da Rádio Manchete, Cláudio Afonso, também se emocionou no ar. “É uma vergonha. Tem que haver responsabilidade sobre isso. Eu já tinha recebido informações de que o pau estava cantando. Tinha até falado com o Rodrigo Machado, que já estava no estádio. E a informação que eu tinha recebido era a de que não haveria policiamento militar no estádio. E que essa posição da Polícia Militar foi endoçada pelo Ministério Público de Joiville, Santa Catarina”, desabafou o profissional, que quase foi às lágrimas. “Cenas lamentáveis, cara. Eu me emocionei, estou emocionado. Pois isso é uma barbárie”, completou.

Ouça abaixo o áudio completo do momento exato da briga

Após analisar as imagens do conflito entre os torcedores, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) marcou o julgamento de Vasco e Atlético-PR para esta sexta-feira (13), quando será definido o futuro da equipe carioca na competição.

Sem mais artigos