Dia 7 de março começa os Jogos Paraolímpicos de Sochi, evento este que terá pela primeira vez atletas brasileiros. No snowboard, disciplina estreante nos Jogos dentro do esqui alpino, o representante será o paulistano André Cintra, 34. No esqui cross-country, quem fará o debut brasileiro é o também paulistano Fernando Aranha, 35.

No total, Sochi receberá cerca de 600 atletas de 44 nacionalidades, com 72 medalhas em disputa nas seguintes modalidades: biatlo, esqui cross-country, esqui alpino, hóquei e curling em cadeira de rodas.

Perfis dos atletas:

Atleta: Fernando Aranha Rocha
Data e local de nascimento: 10/04/1978, em São Paulo
Peso: 76kg
Altura: 1,63m
Classe funcional: LW11.5 (sitting)
Provas em Sochi: 15km (9/3, 3h*), 1km (12/3, 3h*) e 10km (16/3, 5h45*)
História: Por causa de uma poliomielite, Fernando Aranha teve o movimento das pernas prejudicado aos quatro anos. Aos 16, um amigo sugeriu que praticasse basquete em cadeira de rodas. Foi, então, que ele fugiu do orfanato em que vivia e foi ao Ibirapuera para conhecer um time. Começou a praticar o esporte e, a partir daí, passou a experimentar outras modalidades. Hoje, além do esqui cross-country, compete no ciclismo adaptado e no paratriatlo.

Atleta: André Cintra Pereira
Data e local de nascimento: 22/03/1979, em São Paulo (SP)
Peso: 77kg
Altura: 1,80m
Classe funcional: lower limb impaired (deficiência nos membros inferiores) 
Prova: 14/3, 3h*
História: Aos 18 anos, André sofreu um acidente de moto e teve de amputar a perna direita um pouco acima do joelho. Há quatro anos, se interessou pelo snowboard e resolveu tentar se aventurar no esporte. Apesar de ter praticado surfe e skate antes de perder a perna, teve dificuldades no início da modalidade na neve. Equilibrar-se utilizando uma prótese era muito difícil. Em uma viagem aos Estados Unidos, ficou sabendo que existia uma prótese apropriada para a prática do esporte. Com o equipamento certo e as técnicas melhoradas, começou a competir entre 2009 e 2010.

*horário de Brasília

Sem mais artigos