A novela que já parecia estar definida ganhou um novo capítulo neste sábado (25). O atacante Diego Costa, do Atlético de Madri, que teve sua convocação para a Seleção Brasileira antecipada pelo técnico Luiz Felipe Scolari (leia mais), escolheu a defender a Espanha. De acordo com informação do jornal Marca, o artilheiro do Campeonato Espanhol enviou uma carta à Fifa manifestando a sua intenção de defender a Fúria.

Segundo o periódico, Diego Costa não mencionou na correspondência sua renúncia à Seleção Brasileira, pois se isso acontecesse ele poderia ser punido pela Fifa por conta de tal atitude.

Com o suposto desejo do jogador já revelado pelo jornal espanhol, a decisão agora está nas mãos da entidade máxima do futebol, que esta semana recebeu um comunicado da CBF em relação ao atacante, avisando-a sobre sua convocação.

Convocado para denfeder o Brasil nos jogos contra Honduras e Chile, nos dias 16 e 19 de novembro, respectivamente, Diego Costa, caso tena confirmado seu desejo em defender a seleção espanhol, terá que aguardar um tempo. Uma comissão da Fifa irá julgar o caso para bater o martelo sobre o atacante, que chegou a jogar por 34 minutos com a amarelinha nos confrontos contra a Rússia e a Itália, ambos disputados no mês de março.

Sem mais artigos