O Galatasaray segurou o ímpeto inicial do Chelsea, e arrancou empate de 1 a 1 nesta quarta-feira (26), em jogo de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa, disputado em Istambul, que teve como destaque o duelo tático entre os técnicos das equipes.

Os Blues, comandados pelo português José Mourinho, saíram na frente do placar logo aos 8 minutos do primeiro tempo, quando Fernando Torres marcou. O jogador espanhol era apontado como provável reserva de Samuel Eto’o.

Em desvantagem, o italiano Roberto Mancini começou a mexer na sua equipe cedo, para recuperar o terreno perdido. Na volta do intervalo, já havia feito duas alterações no time – a primeira foi aos 31 minutos da etapa inicial. Deu certo, já que aos 19 minutos do segundo tempo, Chedjou igualou o placar.

Cinco brasileiros estiveram em campo no duelo, dois para cada lado. O estreante em Champions, Alex Telles, foi titular no time turco ao lado do veterano Felipe Melo. Ramires e Willian também começaram jogando para os visitantes. Oscar entrou só nos acréscimos do segundo tempo, e David Luiz não atuou.

Chelsea e Galatasaray se reencontrarão no dia 18 de março, no estádio Stamford Bridge, em Londres. Se o placar de 1 a 1 se repetir, o jogo irá para a prorrogação, e em caso da igualdade seguir, para os pênaltis. Ao time inglês, basta vencer ou empatar em 0 a 0. Os demais resultados darão vaga à equipe turca.

Nas escalações para o jogo, Roberto Mancini e José Mourinho apresentaram surpresas. No time turco, o bósnio Izet Hajrovic, contratado recentemente junto ao Grasshopers, da Suíça, foi escalado para estrear na Liga dos Campeões. Com a aposta pelo meia-atacante, o comandante italiano mostrava desejo de ser mais ofensivo.

Nos Blues, David Luiz foi vetado, e com isso, Ramires e Lampard seriam responsáveis pela contenção no meio. A novidade ficava pela presença de dupla de ataque, formada por Fernando Torres, que era apontado como reserva de Samuel Eto’o para o jogo, e Schürrle.

No reencontro com o Chelsea, clube com o qual conquistou a competição em 2012, Didier Drogba recebeu um desagradável cartão de visitas. Com menos de 20 segundos, ao tocar pela primeira vez na bola, o centroavante sofreu dura falta de Ramires. Houve reclamação, cara feia, mas depois o marfinense cumprimentou o ex-companheiro.

Aos três minutos, Fernando Muslera foi de vilão a herói em instantes. Ao tentar cortar com chutão um ataque do Chelsea, o goleiro errou e deu a bola nos pés de Willian. O brasileiro deu leve toque por cobertura, mas o camisa 25 do Galatasaray, que estava fora da área, se recuperou e tocou de cabeça para escanteio.

Pouco depois, Mourinho mostrou que estava certo ao apostar em Torres. Aos 8 minutos, em trama rápida pela esquerda ofensiva, Azpilicueta recebeu na área e cruzou para trás, encontrando El Niño, que fuzilou para Muslera, abrindo o placar da partida.

Diferente do colega, Mancini parece ter se arrependido da escolha que fez. Primeiro, aos 16 minutos, quando em lateral cobrado por Alex Telles, Drogba dominou na área e acionou Hajrovic, que apareceu de trás para emendar de primeira. O bósnio, contudo, acabou isolando a bola por cima do gol de Cech.

Aos 29, o novato do time apareceu de novo, finalizando para a defesa do goleiro dos Blues. Talvez por causa das chances perdidas, pouco depois, o técnico do Galatasaray resolver tirar Hajrovic de campo, colocando o meia Kurtulus, em tentativa de dar mais consistência defensiva aos anfitriões.

A mexida fez o Gala crescer na partida, e até chegar a assustar o Chelsea aos 39 minutos do primeiro tempo. Em sua estreia na ‘Champions’, Alex Telles mostrou que não sentiu nenhuma timidez e soltou a bola de fora da área. Cech apareceu bem e conseguiu espalmar à esquerda da trave.

Três minutos depois, o time turco chegou a balançar as redes, mas em lance que acabou invalidado pelo árbitro espanhol Carlos Velasco Carballo. Tudo porque o zagueiro Cahill estava distraído jogando uma bola para fora do campo, enquanto Eboué cobrava lateral rápido para Yilmaz com outra bola. O atacante até comemorou, inutilmente.

O Chelsea seguiu no segundo tempo com mais força ofensiva, tanto é que aos 6 minutos, quase Fernando Torres anotou mais um. Após lançamento na medida de Hazard, o espanhol levou a melhor na disputa de corpo com a defesa do time da casa, e bateu para ótima defesa de Muslera.

O Galatasaray respondeu quase marcando sem querer, aos 10, quando Yilmaz tentou achar Drogba na área, mas um desvio Cahill, que quase surpreendeu Cech. Por sorte do goleiro, a bola saiu à direita da trave que defendia.

Aos 17 minutos da etapa complementar, os anfitriões tiveram sua melhor chance no jogo para igualar o placar. Em jogada iniciada em escanteio cobrado da direita ofensiva por Sneijder, Drogba ganhou da zaga blue pelo alto e escorou em direção ao segundo pau, onde apareceu Inan, para dar leve toque e acertar a trave.

Dois minutos depois, de novo se aproveitando da bola parada venenosa do camisa 10 holandês, o time turco marcou. Sneijder cobrou escanteio com categoria, colocando a bola na pequena área do Chelsea, onde estava Chedjou, que bateu de primeira para o gol.

Sentindo o golpe, José Mourinho mexeu no time, tirando Schürrle para lançar Mikel em campo. Instantes depois, o técnico português mexeu de novo, colocando Eto’o no lugar de Torres. Nem assim o time inglês conseguiu sair do encurralamento imposto pelo Gala. Aos 29, Alex Telles obrigou Cech a fazer grande defesa mais uma vez.

Nos minutos finais, as duas equipes preferiram se fechar a arriscar tomar um segundo gol. Houve muito toque de bola, mas poucas finalizações. O destaque negativo acabou sendo um choque de cabeça entre Felipe Melo e Obi Mikel, que entrou no segundo tempo. O nigeriano levou a pior e precisou de longo atendimento.

Veja os resultados dos jogos de ida da Liga dos Campeões 2013/2014:

Terça-feira (18/02):
Bayer Leverkusen (ALE) 0 x 4 Paris Saint Germain (FRA)
Manchester City (ING) 0 x 2 Barcelona (ESP)

Quarta-feira (19/02):
Arsenal (ING) 0 x 2 Bayern de Munique (ALE)
Milan (ITA) 0 x 1 Atlético de Madrid (ESP)

Terça-feira (25/02):
Zenit São Petersburgo (RUS) 2 x 4 Borussia Dortmund (ALE)
Olympiacos (GRE) 2 x 0 Manchester United (ING)

Quarta-feira (26/02):
Galatasaray (TUR) 1 x 1 Chelsea (ING)
Schalke 04 (ALE) 1 x 6 Real Madrid (ESP)

Sem mais artigos