É sabido que, apesar de ser carta marcada nas convocações de Luiz Felipe Scolari na Seleção Brasileira, o atacante Hulk não rende o esperado desde que chegou ao Zenit São Petersburgo no início da temporada passada.

O próprio jogador deve lembrar com alegria de quando foi comandado pelo técnico André Villas-Boas, hoje no Tottenham Hotspur. Quando estiveram juntos, no Porto, foram campeões nacionais, da copa de Portugal e da Liga Europa, além de Hulk ter marcado 36 gols em 51 jogos.

Talvez por essas razões, em entrevista divulgada nessa quinta-feira (07) pela revista Twenty Four 7 Football, o artilheiro disse que seria “fantástico” trabalhar com Villas-Boas novamente.

“Aprendi muito com Andre Villas-Boas no Porto. Ele é muito inteligente taticamente. Além disso, é tão bem informado sobre os oponentes que nós (jogadores) praticamente sabíamos tudo deles antes de entrarmos no campo. Era assustador o tanto que ele sabia”, contou.

Com contrato na Rússia até 2017, no início desta temporada ele foi oferecido ao próprio Tottenham por empréstimo. Mas uma taxa de cerca de R$ 37 milhões fez os ingleses rejeitarem o negócio.

Mesmo assim, Hulk aparentemente não perdeu as esperanças de jogar a Premier League no estádio White Hart Lane.

“Estou muito feliz que Villas-Boas esteja deixando sua marca na Inglaterra e seria fantástico jogar sob seu somando novamente algum dia”, deixou no ar o atacante.

Sem mais artigos