<br>
Desde a saída de Vagner Love do Palmeiras, em 2004, a equipe ficou carente de um goleador. A partir desse período,vários atletas passaram pela camisa 9 alviverde, mas nenhum conseguiu se firmar.

Porém, em 2008, a história deve mudar, afinal, Alex Mineiro chega ao Palmeiras para ser o matador que todo palmeirense sonha. Resolver de uma vez por todas os problemas do ataque palestrino é o objetivo do atleta, que concedeu durante a pré-temporada do clube em Atibaia, uma entrevista exclusiva ao <b>Virgula</b>.

O matador, pretendido pela diretoria desde o começo do ano passado, explicou porque não chegou antes ao Palestra Itália. "Queria ter vindo para o Palmeiras no ano passado, mas não foi possível pois o Atlético tinha a prioridade no negócio. Mas não tem problema, o importante é que agora estou aqui”, disse o centroavante.

No ano passado, mesmo após sofrer uma contusão no nariz, o jogador marcou 30 gols na temporada. E afirma que pretende manter a média no Verdão.

"Não sou de prometer gols. Mas tenho certeza que marcarei um bom número de gols pela equipe do Palmeiras, que sabe até mais que no ano passado", afirmou.

Um fator que anima muito Alex nesse inicio de ano é o fato de trabalhar com Luxemburgo. "Ele sem dúvida alguma é um técnico vencedor. Está sendo ótimo trabalhar com ele, que em pouco tempo já implantou em nós a vontade de ganhar tudo em 2008”, ressaltou.

Com a sombra de Osmar nas costas (atacante com a segunda melhor média de gols do Palmeiras no século), Alex diz ter respeito pelo companheiro.

"A briga vai ser boa. Todo mundo quer ser titular e com a gente não pode ser diferente. Isso é bom para o Palmeiras, acima de tudo", completou.

Quando questionado sobre a vontade de usar a camisa 9 palmeirense, que ano passado foi de Osmar, o centroavante não ficou em cima do muro. "Sempre usei a 9. E aqui no Palmeiras não quero que seja diferente. Vou batalhar para usar e honrar essa camisa", concluiu.

<b>Leia também:</b>
<a target=_blank href=http://www.virgula.com.br/esporte/novo/nota.php?ID=22966>Na briga pela 9: Osmar diz que terá o melhor ano da carreira</a>

Sem mais artigos