<br>
Após a FMF, Federação Mexicana de Futebol, demitir o treinador Hugo Sãnchez, a imprensa do México falava em Luis Felipe Scolari como o novo técnico da seleção. Ao saber dos rumores, Felipão disse, em entrevista coletiva, que não irá a lugar nenhum antes que seu contrato com a Seleção de Portugal acabe, no final deste ano.

"Sou treinador de futebol e é evidente que recebo este tipo de notícia com alegria, mas tenho contrato com a seleção portuguesa e definirei minha situação apenas no futuro", declarou Felipão.

Participante de um curso de formação de treinadores da Uefa nesta quarta-feira, Scolari afirmou que sua única preocupação neste momento é "fazer um bom trabalho em Portugal e tentar ir o mais longe possível na Eurocopa".

Para a vaga de Sánchez, a FMF declarou ter sete candidatos ao posto, mas prefere mantê-los em sigilo. Especula-se que, além de Scolari, a lista seja formada pelo mexicano Javier Aguirre, os argentinos José Pekerman e Carlos Bianchi, o português José Mourinho, o italiano Marcelo Lippi e o holandês Frank Rijkaard.

LEIA MAIS
<a target=_blank href=http://www.virgula.com.br/esporte/novo/nota.php?ID=24089>Scolari diz acreditar no retorno de Ronaldo

Sem mais artigos