A Fifa anunciou hoje que nenhum dos exames antidoping efetuados na Copa do Mundo deram positivo.

Segundo a entidade, nos meses antes e durante o torneio, foram feitos 552 exames de urina e de sangue com jogadores das 32 seleções participantes.

Representantes da Fifa estiveram nas concentrações das equipes antes do Mundial. Em média, oito jogadores foram sorteados por time para os exames, totalizando 256 antes do torneio.

Já durante a Copa, os exames antidoping foram efetuados após todas as partidas com dois jogadores por equipe escolhidos aleatoriamente. Todas as amostras foram analisadas no laboratório credenciado pela Agência Mundial Antidoping de Bloemfontein.

Jiri Dvorak, chefe do serviço médico da Fifa, explicou que em comparação com a Copa da Alemanha 2006, a entidade dobrou o número de exames antes da competição, elogiando a cooperação das equipes.

Fifa confirma que nenhum exame antidoping deu positivo na Copa de 2010

Sem mais artigos