O Comitê Disciplinar da Fifa informou nesta terça-feira que não aplicará punição a Dunga pelas ofensas proferidas pelo técnico na entrevista coletiva após a vitória sobre a Costa do Marfim.

“O Comitê não achou base para abrir uma investigação sobre o treinador brasileiro”, disse o porta-voz da Fifa, Pekka Odriozola.

O alvo da ira de Dunga na entrevista foi o jornalista Alex Escobar, da Rede Globo de televisão. Para ofendê-lo, o treinador proferiu uma série de palavrões em tom baixo, mas que foram captados pelos microfones.

Fifa descarta punir Dunga por ofensa a jornalista

Sem mais artigos