<br/>

Nesta quarta (9), três jogos de volta pela Copa do Brasil foram realizados, e repetindo os jogos de ida, três resultados iguais. Nos desta quarta, os três placares foram com vitória mínima, ou seja, 1 a 0. Dois classificados venceram fora de casa e um em casa.

O único que se classificou em seu estádio foi o Figueirense, que venceu o Naútico por 1 a 0, gol de Vitor Simões aos 25 da primeira etapa. O Naútico mal viu a cor da bola durante a partida, mas teve um gol marcado na segunda etapa, no entanto, foi anulado. O jogo de ida havia sido 2 a 2.

O Brasiliense, por sua vez, foi a Ipatinga precisando vencer ou pelo menos empatar com três ou mais gols, já que havia empatado em casa por 2 a 2. O Ipatinga começou jogando mal, falhando muito. Na segunda etapa, no entanto, o Ipatinga mandou no jogo, mas em um contra-ataque, o clube do Distrito Federal chegou ao gol com Dimba, aos 24 minutos. Agora, na semifinais, o Brasiliense enfrenta o Fluminense, buscando sua segunda final de Copa do Brasil na História (a primeira havia sido em 2002).

Na última partida da noite, um clássico brasileiro. O Atlético-PR recebeu o Fluminense da Kyocera Arena e perdeu por 1 a 0. Na primeira etapa, o Fluzão foi melhor, atacando com perigo o goleiro Guilherme, que acabou sendo expulso aos 24 minutos. No segundo tempo, mesmo se classificando com o 0 a 0 (a partida de ida fora 1 a 1), o Atlético-PR pressionou o Fluminense e cansou de perder gols com Alex Mineiro. Verdade era que o goleiro Fernando Henrique estava em noite inspirada e fechou o gols dos cariocas. No entanto, em um ataque fulminante, Adriano Magrão marcou aos 32 o 1 a 0 para o Flu, placar final da partida. Agora, a equipe do Rio enfrenta o Brasiliense.

<b>Veja também:
<a target=_blank href=http://www.virgula.com.br/esporte/novo/nota.php?ID=18253>Flamengo vence mas é eliminado da Copa Libertadores!</a></b>

Sem mais artigos