<br>Hoje é dia de três clubes brasileiros entrarem em campo para tentar assegurar uma vaga nas quartas de final da Copa Libertadores da América. Todos jogam em casa e contam com a força da torcida para conseguir um bom resultado e não ficar de fora da próxima fase da competição internacional.

O primeiro jogo da noite ocorre às 19:10hs, no Mineirão, onde o Cruzeiro recebe o tradicional Boca Jrs e precisa vencer para continuar sonhando com o tricampeoanto do torneio. Na primeira partida, em Buenos Aires, a Raposa foi derrotada por 2 a 1 e agora não pode pensar em qualquer outro resultado que não seja o triunfo sobre os argentinos, mesmo que seja um vitória simples, vantagem conquistada com o gol marcado fora de casa. Ambas as equipe estão embaladas, pois venceram seus maiores rivais nos campeoantos locais, e no time brasileiro, a única dúvida fica por conta do lateral Jadílson, que sofreu entorse no tornozelo e ainda não sabe se joga.

No Rio de Janeiro, a despedida do técnico Joel Santana do comando do Flamengo está marcada para às 21:50hs, e promete ter mais de 60 mil convidados nas arquibancadas do Maracanã. A equipe da Gávea, que na sequência da temporada será dirigida por Caio Júnior, ex-Goiás, venceu o primeiro jogo contra o América-MEX por 4 a 2, e está muito tranquilo para este confronto da volta. O Fla pode perder por até dois gols de diferença e todos do elenco sabem da grande vantagem, mas prometem subir ao gramado com seriedade e sempre buscando a vitória, sem jogar com o "regulamento debaixo do braço".

Em São Paulo, o Tricolor aposta no Morumbi para conseguir eliminar o Nacional-URU, às 22:00hs, e seguir adiante na Libertadores. No Uruguai, o clube da capital paulista arrancou um empate sem gols e agora precisa vencer, pois novo resultado de 0 a 0 leva a decisão para o pênaltis e empate com gols dá a vaga para o time de Montevidéo. Ontem, o goleiro Rogério Ceni disse estar preocupado com a partida e previu um embate dos mais duros possíveis, com detalhes resolvendo o resultado. Jorge Wagner, machucado, é a maior baixa do técnico Muricy Ramalho, que deve dar nova chance a Hugo entre os titulares. Éder continua na lateral-direita, e Borges formará a dupla de ataque com o Imperador.

<b>LEIA TAMBÉM:</b>
<a target=_blank href=http://www.virgula.com.br/esporte/novo/nota.php?ID=25092>Fluminense avança às quartas-de-final da Libertadores</a>

Sem mais artigos