Perseguido por parte da torcida no Morumbi na vitória sobre a Sérvia por 1 a 0 na última sexta-feira, ouvindo pedidos por Luis Fabiano, do São Paulo, o atacante Fred afirmou neste domingo que já esperava passar por essa situação e pediu que durante a Copa do Mundo o apoio das arquibancadas seja uníssono.

“Eu tenho o hábito de comemorar assim. Lá dentro de campo a gente ouve, mas antes dos jogos já esperava por isso. Julio (César) esperava por gritos por Rogério Ceni, Neymar esperava por gritos por Lucas. Jogávamos no Morumbi, e são jogadores com história com a camisa da seleção e a gente respeita. Neymar falou depois algo muito importante: não tem Fred mineiro ou do Fluminense, hoje estamos com a camisa da seleção e pedimos para o torcedor apoiar”, destacou o centroavante em entrevista coletiva na Granja Comary, em Teresópolis.

Para a estreia na Copa, diante da Croácia, na próxima quinta-feira, Fred deseja que a torcida na Arena Corinthians se porte como os fãs do Rio de Janeiro.

“Hoje só para ver o ônibus passar, sem nem mesmo ver os jogadores direito, havia um monte de gente na porta da Granja (Comary) e tenho certeza que o povo paulista nos apoiará em qualquer circunstância. Mas, se algo acontecer, não pode tirar nosso foco e nossa tranquilidade”, alertou. 

Sem mais artigos