O ex-jogador uruguaio Alcides Ghiggia, autor do gol que deu a vitória à seleção de seu país diante do Brasil na final da Copa do Mundo de 1950, disse nesta quarta-feira que não se importa com os adversário da equipe do Uruguai no Mundial, que serão conhecidos durante o sorteio da chave de grupos que será realizado pela Fifa na sexta-feira, na Costa do Sauípe.

Ghiggia disse que deseja que o Uruguai “saia campeão” do Mundial da mesma forma que fez há 64 anos, quando derrotou as anfitriões pelo placar de 2 a 1 em pleno Maracanã, no Rio de Janeiro.

“O Maracanazo pode se repetir ou não”, comentou Ghiggia em declarações aos jornalistas em um hotel da Costa de Sauípe, onde nesta sexta-feira será realizado o sorteio do Mundial do Brasil.

Assim como a Ghiggia, a Fifa convidou para o sorteio um representante de cada uma das oito seleções campeãs mundiais, entre eles o espanhol Fernando Hierro, o argentino Mario Kempes, o francês Zinedine Zidane e o brasileiro Cafu.

Ghiggia diz que aceita qualquer adversário para o Uruguai no sorteio da Copa

Sem mais artigos