<br>
Na manhã de hoje, o novo estádio do Grêmio foi anunciado, se trata de um complexo esportivo que adotará o conceito de arena multiuso, com lojas, bares, shopping center e outros empreendimentos, vai consumir um investimento total de 1 bilhão reais.

A obra será erguida no bairro Humaitá, na zona norte de Porto Alegre, a obra será construída por um consórcio da portuguesa TBZ e pela construtora OAS.

A empresa de Portugal é especializada em administração de estádios e opera, o Santiago Bernabéu, do Real Madrid, por exemplo.

O fator principal que levou o clube gaúcho a optar pela proposta apresentada pela TBZ e OAS foram às vantagens financeiras oferecidas.

Pelo acordo firmado com o consórcio, durante 20 anos o clube gaúcho ficará com 65% da receita do estádio de 50 mil lugares (incluindo bilheteria, bares, venda de camarotes e publicidade), enquanto os 35% restantes serão repassados ao consórcio.

O clube não terá participação, no entanto, na verba obtida com os demais empreendimentos. Como o shopping center, o hotel, um prédios de escritórios, além do centro de convenções.

<b>LEIA TAMBÉM:</b>
<a target=_blank href=http://www.virgula.com.br/esporte/novo/nota.php?ID=24442> Decisão: restam duas vagas para quatro times no Paulistão

Sem mais artigos