O mesa-tenista Hugo Hoyama nunca negou duas paixões: defender o Brasil e torcer pelo Palmeiras. Em agosto deste ano, ele pôde gritar “é, campeão!” nos Jogos Desportivos Pan-Americanos de Santo Domingo, República Dominicana, quando conquistou uma medalha de ouro no torneio de duplas. Mas o grito para comemorar um feito do Verdão estava entalado e só saiu neste último sábado (22), quando a equipe garantiu por antecedência o título da Série B do Brasileiro de Futebol e assegurou o acesso à divisão de elite. “Foi o segundo dia mais feliz do ano para mim, pois o primeiro foi quando ganhei a medalha de ouro no Pan”, comparou Hoyama, aliviado após o sufoco que passou no ano passado. “O meu Verdão carimbou sua passagem para a Série A do Brasileirão, é claro que não deveria ter saído de lá, mas aconteceu e agora estamos de volta. Foi duro ver meu time disputando a Série B, mas, em nenhum momento, deixei de confiar”, garantiu o fanático palmeirense.

Sem mais artigos