Após a eliminação do Manchester United em Bilbao e a queda do Manchester City diante do Sporting de Lisboa nas oitavas de final da Liga Europa, a imprensa inglesa nesta sexta-feira não hesitou em lamentar o péssimo desempenho de suas equipes nesta temporada.

“Os torcedores do Manchester, normalmente arqui-rivais, se encontraram unidos na noite da última quinta-feira ao verem cair tanto o United como o City pela segunda vez em quatro meses”, afirma o jornal “The Times” em suas páginas esportivas.

Ambos os times foram eliminados na fase de grupos da Liga dos Campeões, onde apareciam como grandes favoritos, e também voltaram a ser eliminado na Liga Europa, uma espécie de prêmio de consolação para os times que já não disputam a “Champions”.

Na última quinta-feira, no estádio San Mamés, os “diabos vermelhos” perderam por (2 a 1) para o Athletic Bilbao, que, por sua vez, já vinha se impondo desde a partida disputada no Old Trafford, também vencida pelos espanhóis (3 a 2). “A humilhação de uma segunda eliminação europeia mostra a fraqueza no núcleo da equipe. E Alex Ferguson não pode ignorar isso”, aponta o jornal “The Times”.

Segundo o jornal “The Guardian””, a derrota do “ultrapassado” United para o Athletic Bilbao acabou com “qualquer esperança de contornar o péssimo momento da equipe após a humilhante eliminação na Liga dos Campeões”.

“Que ninguém se engane ao ver o marcador. O soberbo gol de Wayne Rooney chegou no final do segundo tempo, mas o Bilbao dominou o jogo e construiu uma merecida vitória e assegurou sua vaga nas quartas de final” da Liga Europa, indica o jornal.

Para o sensacionalista “The Sun”, a derrota do Manchester em San Mamés serviu para que a equipe de Ferguson “saísse finalmente do pesadelo europeu que estava vivendo”.

“A temporada europeia do United começou com a esperança de chegar na final da Liga dos Campeões e terminou nas oitavas de final da Liga Europa”, descreve o tablóide, que, assim como os demais jornais, retratou o resultado como uma verdadeira “humilhação”.

Apesar de ter vencido o Sporting de Lisboa (3 a 2), o Manchester City, do argentino “Kun” Agüero e do espanhol David Silva, também foi alvo de criticas da imprensa inglesa. Mas, ao contrário do rival, o time de Roberto Mancini lutou pela vitória e quase conseguiu, quando o goleiro Joe Hart partiu para o ataque nos momentos finais.

Segundo o jornal “The Guardian”, o City demonstrou uma grande capacidade de superação, já que começou perdendo a partida por 2 a 0 e, mesmo assim, quase alcança sua classificação. O jornal também destaca a atuação de Agüero, que marcou dois gols e liderou a sua equipe em uma “partida fascinante”.

Imprensa inglesa expõe "humilhação" de suas equipes na Europa

Sem mais artigos