A jogadora de handebol brasileira Daniela Piedade, de 33 anos, que no sábado sofreu um derrame cerebral em Liubliana (Eslovênia), está se recuperando muito bem, contou nesta terça-feira à Agência Efe Goran Dujic, técnico de seu atual clube, o Krim Mercator de Liubliana.

“O quadro clínico dela é estável, mas não é só isso, sua recuperação está sendo incrivelmente boa e rápida. Estou convencido de que tudo sairá bem”, relatou à Efe por telefone do departamento de neurologia do Hospital Clínico Universitário de Liubliana, onde a esportista está sendo tratada.

O treinador acrescentou que Daniela está sentada, conversando normalmente com as visitas, e tem aparência saudável.

“O que continua sendo uma incógnita são os motivos porque sofreu o derrame, que é o que os médicos ainda estão tentando descobrir”, informou.

Dujic disse que ainda é “muito, muito cedo” para especular sobre se e quando a pivô da seleção poderá voltar aos campos.

O técnico anunciou que o clube organizará uma entrevista coletiva em breve para informar sobre o estado de saúde da jogadora, quando tiver mais informações médicas sobre sua recuperação.
Piedade sofreu um derrame cerebral antes de uma partida amistosa entre seu time e o Podravka, da Croácia.

Dujic afirmou que todo o time sofreu um forte impacto emocional pelo caso da excelente integrante e que o clube não pensa em buscar substituta para a jogadora brasileira.

Daniela Piedade de Olivieira jogou na seleção brasileira brasileira nos Jogos Olímpicos de Atenas (2004), da China (2008) e de Londres (2012), durante dez anos jogou no clube austríaco Hypo Niederösterreich, e desde este ano joga para o Krim Mercator, várias vezes campeão esloveno e campeão europeu. 

Jogadora de handebol Dani Piedade se recupera bem de derrame cerebral

Sem mais artigos