A vitória do Galatasaray diante da Juventus por 1 a 0, da última quarta-feira, que garantiu a equipe turca nas oitavas de final da Liga dos Campeões ainda rende muito assunto. Primeiro foi a provocação do goleiro Muslera em seu Twitter com uma foto de um leão devorando uma zebra e a frase ‘Grande Galaaaa, somos os melhores…’.

Após a má repercurssão, o arqueio uruguaio, que já atuou no futebol italiano, se desculpou dizendo: “Gostaria de salientar que a publicação de uma foto irônica é para ser entendida apenas a nível do esporte e não como uma falta de respeito para os muitos fãs da Juventus, e muito menos contra um país que me ajudou muito a crescer a todos os níveis”, falou.

O segundo rebuliço foi uma manchete do jornal italiano ‘La Gazzetta dello Sport’ afirmando que o campo do Galatasaray, em Istambul, na Turquia, foi danificado intencionalmente para diminuir as chances da Juventus no confronto. De acordo com a publicação, “à direita, o gramado era bastante verde e a bola deslizava que era uma beleza. O outro lado (onde equipe de Carlos Tevez tinha que atacar no segundo tempo), no entanto, era um pântano de barro marcado por linhas horizontais, como pequenos canais. Estranho, não? No intervalo da partida entraram os escavadores, uma dúzia, bem educada em suas funções, sob as ordens do diretor-geral (do Galatasaray), Lutfi Aribogan“.

A manchete transparece inconformismo e segue: “Passa dos limites do revoltante. A bola parava nos canais, não naturais, obviamente”. A tabela da próxima fase da Liga dos Campeões ainda não foi definida. Por tanto, o Galatasaray aguarda a divulgação seu próximo adversário.

Sem mais artigos