Pelo segundo ano consecutivo eu consegui sentir na pele o que é disputar um campeonato como o Juca (Jogos Universitários de Comunicação e Artes).
O ano passado foi em Guaratinguetá, mas não cheguei a entrar direito em quadra para disputar os jogos de Futsal.

Já nesse ano em Cruzeiro, foi tudo diferente para mim, porque joguei todos os jogos e pudi realmente ver o que significa jogar para centenas de torcedores, não só da minha faculdade – o Mackenzie – mas para as outras sete faculdades participantes, que fazem desses Jogos, uma grande festa.

Não há como esconder a ansiedade e o nervosismo antes das partidas. O ginásio sempre lotado e seus amigos torcendo por você, faz com que a cobrança acabe sendo muito maior, e que qualquer erro pode transformá-lo em vilão.

Ainda bem que nesse ano nada disso aconteceu, porque nas três partidas que fizemos contra a Fiam, Cásper Líbero e ECA, conseguimos nos impor para conquistarmos as vitórias necessárias para alcançarmos o nosso objetivo, o título.
Não demos sopa para o azar e levamos o campeonato numa final contra a ECA, que não teve chances de mostrar seu melhor jogo, sendo derrotada por 5 a 1.

Para mim, a melhor lembrança que fica do Juca 2004 além da torcida, é a adrenalina que sentimos antes e ao longo dos jogos e o companheirismo demonstrado por toda a equipe dentro e fora da quadra, pois isso é que faz um time campeão. Agora vou esperar até o ano que vem, para que eu possa desfrutar desses momentos únicos em nossas vidas, jogar e ser campeão do Juca mais uma vez.

<a href="http://www.virgula.com.br/especiais/juca/" target="_blank"><b><font color="#FFFFFF">Confira as fotos do Juca 2004!</font></b></a>

Sem mais artigos