O atacante brasileiro Júlio Baptista se despediu do Málaga nesta quinta-feira (25), após rescindir o contrato em mútuo acordo e acertar a transferência para o Cruzeiro, e destacou que agora o clube espanhol “tem um projeto diferente” no qual ele não se encaixa.

“Hoje é um dia triste, duplamente, pelo acidente (descarrilhamento do trem em Santiago de Compostela), por isso que quero dar meus sentimentos às famílias de todos, e triste também por ver que isso está chegando ao fim”, destacou o jogador na sala de imprensa do estádio La Rosaleda.

O atacante brasileiro, após duas temporadas e meia no clube espanhol, disse que sempre tentou ter o “máximo de profissionalismo e entrega”.

“É duro para mim, mas tenho que pensar em seguir minha vida e o Málaga a sua. Cheguei em um momento difícil e hoje graças a Deus o Málaga está em situação muito melhor”, disse.

Baptista afirmou que o clube e ele “caminham em sentidos diferentes, opostos”, mas que não “há coisas que possa reprovar”, embora tenha dito também que “queria seguir no clube, mas as diferenças são muito grandes”.

Sobre a decisão de retornor ao Brasil para atuar pelo Cruzeiro, Júlio disse que “encontrou um projeto diferente, novo” e que chega “para ajudar, para ser protagonista, demonstrar qualidade, futebol e o valor como pessoa”.

O atleta explicou que “era o momento adequado” para voltar porque no próximo ano o Brasil será palco da Copa do Mundo, o que dá “motivação” para “brigar” para estar na seleção.

Júlio Baptista diz que Málaga tem novo projeto no qual não se encaixa

Sem mais artigos