<br>Por causa da viagem antecipada da delegação santista para o México, onde o Santos enfrentará na quarta que vem o Chivas, o técnico Émerson Leão já havia confirmado uma equipe reserva contra a Ponte Preta, no domingo, pelo Campeonato Paulista. Entretanto, no treinamento de ontem, Leão optou por alguns reforços na equipe e transformou o time em ‘misto’, para alívio de alguns corintianos mais desconfiados.

O Santos precisa vencer a Ponte para o Timão continuar na briga, e no que depende de Kléber Pereira, é o que irá acontecer. O treinador optou por escalar o matador para não lhe tirar a chance de brigar pela artilharia do Campeonato Paulista. Kléber tem 12 gols e seus concorrentes diretos não devem mais jogar, pois estão suspensos, machucados ou foram vendidos. Outro que volta à equipe titular é o meia Rodrigo Tabata, que não vinha jogando.

Além destes dois nomes que Leão usou para justificar que o Santos entrará com um time competitivo, o comandante enalteceu os zagueiros que jogarão. " O Adoniran, que vem atuando, irá jogar. Além disso, teremos uma zaga com três homens com mais de 1,90m", disse, referindo-se a Fabão, Evaldo e Marcelo. Com a entrada de Tabata e Kléber Pereira na equipe titular, os jovens Paulo Henrique e Moraes devem perder suas vagas.

LEIA MAIS
<a target=_blank href=http://www.virgula.com.br/esporte/novo/nota.php?ID=24530>Santos antecipa viagem e escala time reserva contra a Ponte

Sem mais artigos