Ausente na vitória do Mogi Mirim diante do Osasco Audax, na noite da última quinta-feira (06), no Estádio Romildão, o pentacampeão Rivaldo revelou estar com o joelho direito lesionado e deixou no ar a possibilidade de se aposentar antes de realizar um sonho: disputar uma partida oficial ao lado do filho Rivaldinho, atacante do Sapão.

“Hoje (quinta) não estou bem. O doutor falou que tenho que operar. Queria disputar um jogo com meu filho e só depois pensar em encerrar minha carreira. Então estou fazendo fisioterapia e fortalecimento para aguentar mais um ou dois jogos”, disse o jogador e presidente do Mogi, em entrevista concedida ao canal PFC no intervalo da partida contra o Audax de São Paulo.

Mesmo com a contusão no joelho, Rivaldo chegou a disputar um jogo pelo Campeonato Paulista deste ano. Diante do seu ex-time São Paulo, o meia quis participar do duelo pela segunda rodada do estadual, no dia do aniversário do goleiro Rogério Ceni. Preservando o filho da pressão de fazer sua estreia no Morumbi, o presidente-jogador foi a campo e viu o Mogi Mirim ser derrotado pro 4 a 0.

“Era um jogo importante, aniversário do Rogério , falei que não queria que colocasse meu filho. Tínhamos que esperar o momento certo, e ele chegou. No jogo passado ele entrou e fez gol”, finalizou Rivaldo, que ainda não tem previsão de retorno aos gramados e também não descartou sua aposentadoria.

Aos 41 anos de idade, Rilvado segue no Mogi Mirim e ajuda o time a ocupar atualmente a terceira posição do grupo D do Campeonato Paulista, com 10 pontos.

Sem mais artigos