A Major League Baseball decidiu por suspender Ryan Braun, a
maior estrela do Milwaukee Brewers e que foi o MVP (jogador mais valioso) da
temporada 2011, por uso de substância anabolizante. A sanção vale até o final
do atual certame, e foi divulgada por meio de um comunicado no site da liga na
noite dessa segunda-feira (22).

A investigação da MLB centra-se em uma clínica estética na
Flórida, na qual se acredita estar distribuindo drogas que melhorariam performance
de atletas. Braun estaria ligado à clínica, assim como outros doze jogadores,
de acordo com notícia no site do jornal americano The New York Times desta
terça-feira (23).

“Como reconheci no passado, não sou perfeito. Percebo agora
que cometi alguns erros. Estou disposto a aceitar as consequências destas
ações. Esta situação afetou a mim e à minha família e tem atrapalhado meus
companheiros de time e a organização dos Brewers”, disse o jogador.

O doping assombra o segundo esporte mais popular do país e
outros jogadores de destaque estão sob suspeita, inclusive Alex Rodríguez, o mais bem pago da história do beisebol, e outros que estiveram até na
lista do All-Star Game na última semana, como Everth Cabrera, Bartolo Colon,
Nelson Cruz e Jhonny Peralta.

Ryan Braun, além de perder 65 jogos do seu time, terá cerca
de 50% de seu salário cortado, que é de R$ 19 milhões por ano.

Os atletas que forem punidos podem apelar à sentença,
diferentemente da posição tomada por Ryan, que já deixou claro que arcará com
as consequências que forem indicadas e até pediu desculpas aos torcedores dos
Brewers.

Sem mais artigos