A venezuelana Julianna Peña, campeã da primeira edição feminina do The Ultimate Fighter, que sofreu uma grave lesão no joelho direito na semana passada, deve ficar fora de competições por até dois anos. O fato de ter acontecido na academia, e nas circunstâncias informadas, enojaram o chefão do UFC, Dana White, que utilizou o Twitter para criticar.

Isso porque ela treinava contra um homem. No caso, Josh Gow, também lutador. O triste incidente aconteceu enquanto treinavam, como faziam regularmente, segundo ele. A notícia é do site MMA Sucka, divulgada nesta terça-feira (03).

Estávamos (treinando) há cerca de dois minutos, era só submissão, rolamento, ou o que você quiser chamar, e eu a levei de volta para o alto, encostando-a na parede. Como fomos caindo para longe da parede, com os meus ganchos nela, e ela aguentava o meu peso, eu paria para uma chave de braço. Então, o seu joelho torceu de um jeito estranho e cá estamos hoje. Foi tudo bastante horrível”, relatou Gow (foto abaixo).

As primeiras notícias da lesão da lutadora davam a perceber que ela fora vítima de bullying de companheiros de academia, que a humilharam. Porém, Gow faz questão de lembrar que os dois possuem o mesmo peso (cerca de 61 kg) e que o treino daquele diz foi exatamente igual como sempre faziam.

“Não há realmente ninguém que possa explicar. Foi apenas a porcaria de um acidente de academia!, exclamou Gow.

Agora, o lutador que tem três vitórias e nenhuma derrota em seu cartel espera a reabilitação da parceira de treinos e que o fato não marque a sua carreira, já que ele almeja entrar no UFC.

“É isso que eu quero esclarecer. Quero que o meu nome seja pronunciado de uma boa maneira e não lembrado como o de alguém que machucou uma parceira de treinos ou que esteve em um acidente com a parceira de treinos. O caso foi além das proporções e penso que foi horrível o tratamento da mídia em colocar alguém como um agressor sem todos os fatos virem à tona”, disse.

Julianna Peña estrearia no UFC 171, em Dallas, 15 de março, enfrentando a brasileira Jéssica Andrade. Porém, agora a rival será a americana Raquel Pennington.

Sem mais artigos