<br>O Fluminense está na capital paulista para o confronto de logo mais à noite contra o São Paulo e está treinando no CT do Palmeiras, vizinho do Tricolor. Na tarde de ontem, os técnicos Vanderlei Luxemburgo, do Verdão, e Renato Gaúcho, do Flu, conversaram durante os trabalhos, e Luxa confirmou que passou informações do time do Morumbi para o clube carioca.

Bem que Renato Gaúcho tentou despistar e dizer que o tricolor não fazia parte da conversa, mas Luxemburgo foi pego de surpresa e revelou. "Renato é parceiro, é amigo, e é claro que o São Paulo seria assunto, não havia como ser diferente. Mas não creio que tenha ajudado muito, pois sei como essas coisas funcionam. Cada técnico tem uma forma de pensar. Eu posso ver o jogo de uma forma e o Renato ver de outra. Na hora do jogo, vão valer as avaliações dele, não as minhas", afirmou o comandante do Palmeiras.

Além de trocar informações com o treinador do time das Laranjeiras, Luxemburgo também conversou com o atacante Washington. "Ele falou algumas coisas, como também deve ter falado para o Renato. O Luxemburgo é um grande treinador e é sempre bom ouvir conselhos de pessoas como ele", disse o artilheiro.

Do outro lado do muro, Muricy Ramalho, técnico do São Paulo, não gostou nada do intercâmbio. "Acho um absurdo pedir informações a outros técnicos, ver o treino do adversário", esbravejou. Entretanto, poucos minutos depois, Muricy amenizou a situação. "Se o Fluminense quisesse treinar aqui, deixaríamos. Não tem essa coisa de inimigo. O mínimo de ética existe entre os técnicos. No futebol, temos que conversar mesmo", encerrou.

<b>LEIA TAMBÉM:</b>
<a target=_blank href=http://www.virgula.com.br/esporte/novo/nota.php?ID=25202>Jorge Wagner continua sendo dúvida para pegar o Flu</a>

Sem mais artigos