<br>Não é só o Corinthians que mantém o valor econômico da marca mesmo durante uma crise esportiva. O New York Knicks, time americano de basquete, é, segundo a revista Forbes, a franquia mais valiosa da NBA apesar de amargar o penúltimo lugar na Liga.

O time conseguiu 33 vitórias e sofreu 49 derrotas no ano passado e teve prejuízo de R$74 milhões. Em 2007, além da péssima fase continuar, os Knicks passaram por um escândalo envolvendo assédio sexual.

Nada disso pôde abalar o valor da marca, que está avaliada em R$1 bilhão – segundo a Forbes, 3% a mais do que valia em 2006. O segundo time mais valioso é o Los Angeles Lakers, que foi cotado em R$990 milhões.

O maior salto entre os dez mais bem colocados no ranking foi o do Cleveland Cavaliers, onde jogam o brasileiro Sandro Varejão e o maior astro da NBA, LeBron James. O time chegou à sétima posição depois de 20% de valorização, atingindo o valor de R$804 milhões. O recorde de lucro, no entanto é do Chicago Bulls, terceiro colocado: R$104 milhões.

Sem mais artigos