O ex-jogador Diego Armando Maradona comentará a Copa do Mundo de 2014 para a emissora venezuelana Telesur, segundo confirmou nesta segunda-feira (24) ele mesmo em um vídeo postado do YouTube.

“Chegou o momento emocionante da minha vida de assinar este contrato que me liga à Telesur, aos meus amigos venezuelanos, ao presidente Maduro, e sobretudo ao comandante Chávez”, disse Maradona no vídeo.

O ex-treinador da seleção argentina explica que transmitirá o Mundial junto com o jornalista e locutor argentino Víctor Hugo Morales para a televisão venezuelana, “porque assim iria querer o comandante (Chávez)”.

Maradona aproveita o vídeo para lançar uma mensagem aos venezuelanos e ao presidente do país, Nicolás Maduro, “por todas as mentiras que estão dizendo e sendo criadas pelos imperialistas”.

“Eu estou disposto a ser um soldado da Venezuela para o que precisarem, porque na verdade estes senhores, se pode dizer senhores, me dão nojo”, afirma.

“Por isso me encontro na Venezuela. Viva Chávez, viva Maduro e aguentem, porque Chávez está acompanhando a todos desde o céu. Uma saudação grande e me sinto muito orgulhoso por defender uma pátria bolivariana como queria o comandante Chávez. Mando um beijo grande e nos vemos no Mundial”.

Esta será a terceira ocasião na qual Maradona exerce a função de comentarista em uma televisão.

Em 1994, o ex-jogador colaborou com o Canal 13 argentino no encontro das oitavas de final entre Argentina e Romênia, após ser excluído da Copa por testar positivo em um exame antidoping.

Na Alemanha em 2006, Maradona foi contratado pela cadeia espanhola Quatro como comentarista durante todo Mundial.

Assista ao vídeo da confirmação de Maradona abaixo:

Sem mais artigos