No dia em que comemorava 53 anos de idade, Diego Armando Maradona deixou as festividades de lado para disparar algumas críticas ao atacante Sergio Agüero, do Manchester City, qye está em processo de divórcio de Gianina Maradona, filha do ídolo do país vizinho. Em entrevista à rádio Metro na noite da última quarta-feira (30), o ex-craque argentino vociferou contra o jogador da seleção.

“Na próxima audiência da minha filha, vou estar aí (na Argentina). Estou com a cabeça quente porque ele é um cagão”, disse Maradona, que atualmente está em Dubai, onde trabalha como embaixador esportivo da cidade dos Emirados Árabes Unidos.

Agüero conheceu Gianina quando ainda era apenas uma promessa do Independiente, da Argentina, em 2005. Os dois começaram a namorar e se casaram em 2009, ano em que tiveram o filho Benjamin. A seperação do casal aconteceu no início deste ano.

“Eu não vou às reuniões (de Gianina) com os advogados para mostrar que sou bonzão, isso ou aquilo. Se você é tão bom assim, que demonstre dentro de campo. Mas não vá dizer à minha filha, como esse cara fez, que não tem medo de ninguém. Quero estar perto da próxima vez para ver se ele fala alguma coisa. É um cagão, não quero nem dizer o nome dele”, acrescentou Maradona.

Treinador de Agüero durante a Copa do Mundo de 2010, Maradona não conteve a emoção ao falar do neto Benjamin durante a entrevista. “Falei com o Benja por Skype há dois dias e ele me disse: ‘vovô, se não te vejo, parabéns’. Comecei a chorar. Que ele fique tranquilo, porque o vovô sempre vai estar por peto. Vou até a morte com o Benja”, prometeu.

Sem mais artigos