Há 20 dias vivendo como refém na Arábia Saudita, o drama de Marcelinho Carioca chegou ao fim. Pressionado pela Fifa, o Al-Nassr concedeu o visto para que o meia volte ao Brasil – provavelmente neste sábado ele vai desembarcar em São Paulo. O Comitê Disciplinar da Fifa, reunido extraordinariamente na última quarta-feira, redigiu documento de três páginas considerando inaceitável o tratamento dispensado a Marcelinho Carioca e enviou comunicado à Federação Saudita de Futebol. Em entrevista à JP, o advogado do atleta, Marcos Mota, disse que vai pedir uma indenização de caráter educativo com relação ao procedimento adotado pela Federação Saudita.

Sem mais artigos