Diante de várias perguntas sobre o bom futebol da Espanha e a possibilidade de uma final de Copa das Confederações entre o Brasil e a atual campeã mundial, o lateral-esquerdo Marcelo mostrou certa irritação e lembrou que a Fúria ainda precisa se esforçar para se classificar.

“Vocês falam da Espanha como se ela já estivesse na final, como se só estivessem esperando o nosso time. Ainda há muitos jogos, temos que enfrentar o México, a Itália. Se tivermos que pegar a Espanha, o Taiti, qualquer um, nós estamos preparados e não vamos escolher adversário”, retrucou o lateral.

“Não escolhemos seleção para jogar contra. Temos que manter a tranquilidade. Não deveríamos nem falar da Espanha agora. Se tivermos que enfrentá-la, pode ser um grande jogo”, completou o jogador, que revelou ter assistido pela televisão à vitória da Fúria sobre o Uruguai nesse domingo (16).

“É uma grande seleção, que possui vários jogadores de grande qualidade. Nem é preciso falar deles”, resumiu.

Marcelo falou de sua experiência no Real Madrid enfrentando o Barcelona, equipe que mais fornece atletas à seleção espanhola. Segundo ele, o segredo não está na tática, e sim na entrega em campo.

“Fizemos sempre o que Mourinho nos pedia, marcar com pressão. É preciso ter mais vontade de jogar, não há estratégia”, destacou.

Já o volante Luiz Gustavo foi perguntado sobre a eliminação do Barça nas semifinais da Liga dos Campeões por seu time, o Bayern de Munique. De acordo com ele, outros fatores, como a motivação e a união, foram mais importantes que um bom esquema tático.

“Não houve uma receita, foi mais a união do grupo. Todos estávamos muito motivados para enfrentar o Barcelona, era uma das melhores equipes do mundo. A união fez a força”, salientou.

Marcelo se mostra incomodado com perguntas sobre a Espanha

Sem mais artigos