Maior campeão da história das Copas do Mundo e única seleção presente nas 19 edições já disputadas até o momento, o Brasil, mesmo com suas conquistas e glórias, também já passou por grandes derrotas e alguns vexames ao longo dos 84 anos de Mundiais.

O Virgula Esporte aproveitou que o Brasil está prestes a receber sua segunda edição de Copa do Mundo para listar quais foram as equipes carrascas da Seleção Brasileira nos Mundiais em que a equipe Canarinho não saiu vencedora.

10-) Iugoslávia 1930: O primeiro jogo do Brasil na Copa do Mundo de 1930 foi o crucial para que a seleção fosse eliminada do Mundial do Uruguai. O revés por 2 a 1 para a Iugoslávia, no primeiro Mundial da história, mesmo com a goleada seguinte por 4 a 0 sobre a Bolívia, fez com que a equipe brasileira ficasse em segundo lugar do grupo 2 e não avançasse as fases finais do torneio.

9-) Espanha 1934: Na segunda Copa do Mundo da história, disputada em 1934, na Itália, o grande algoz do Brasil foi a Espanha. Com apenas 16 equipes participantes, o Mundial já começou na fase de oitavas de final. Logo no primeiro jogo, diante dos espanhóis, a Seleção Brasileira foi derrotada por 3 a 1, em Gênova, indo pra casa mais cedo.

8-) Holanda 2010: Mesmo sendo uma seleção sem tanta confiança por parte da torcida, o Brasil de 2010, comandado pelo técnico Dunga, era uma equipe de resultado. Após conquistar a Copa América de 2007 e a Copa das Confederações de 2009, a Seleção Brasileira chegou à África do Sul com moral.

No jogo contra a Holanda, contudo, veio o balde de água fria. No duelo válido pelas quartas de final, o Brasil até saiu na frente com Robinho. Porém, no segundo tempo, com dois tentos de Wesley Sneijder, os comandados de Dunga foram pra casa mais cedo.

7-) Argentina 1990: Comandada pelo contestado Sebastião Lazaroni, a Seleção Brasileira de 1990 não era a favorita do povo. Sem alguns craques e jogando um futebol que não encantava ninguém, a equipe até que se superou em campo na fase de grupos, vencendo Suécia, Escócia e Costa Rica e ficando com a primeira posição da chave C.

Na fase seguinte, contudo, ao encarar um adversário mais poderoso, o Brasil de Silas (foto) sucumbiu. Diante da Argentina de Maradona, Caniggia e da clássica água batizada, a Seleção Brasileira perdeu por 1 a 0 e deixou o torneio na fase de oitavas de final.

6-) Peru 1978: Na Copa do Mundo disputada na Argentina, em 1978, o grande carrasco do Brasil foi o modestíssimo Peru. E não foi por conta de uma derrota ou algo do tipo. A Seleção Brasileira se classificou na primeira fase de uma forma apertada no Grupo 3, ao lado da Áustria, que liderou a chave, e das eliminadas Espanha e Suécia.

Na fase seguinte, o Brasil entrou no Grupo B, junto com a Argentina, a Polônia e o Peru. Com uma vitória por 3 a 0 contra os peruanos, um empate com os anfitriões e um 3 a 1 sobre a Polônia, a Seleção Brasileira liderava a chave e aguardava o duelo entre os Hermanos e a seleção peruana. Precisando de um alto saldo de gols para empatar com o Brasil e se classificar para a final, a Argentina aplicou um suspeito e sonoro 6 a 0 no rival, indo para a decisão contra a Holanda e ficando com o título.

Os peruanos deixaram o Mundial sobre a suspeita de terem entregado o jogo e o goleiro Ramón Quiroga Arancibia, argentino de Rosário naturalizado peruano, foi o principal alvo das críticas e das investigações.

5-) Hungria 1954: Após o fiasco em casa, o Brasil chegou ao Mundial da Suíça, em 1954, com o objetivo de apagar o vexame da Copa de 1950. Após liderar o grupo 1, que tinha França, México e Iugoslávia, a Seleção Brasileira se deparou com a Hungria do craque Puskas nas quartas de final e acabou eliminada após um 4 a 0 no estádio Wandkorf.

4-) Portugal 1966: Com Pelé machucado e vindo de duas conquistas seguidas, o Brasil chegou ao Mundial da Inglaterra como uma incógnita. Ao encarar a seleção de Portugal, liderada por Eusébio e com jogadores com um poder de marcação muito forte, os comandados de Vicente Feola não conseguiram superar o selecionado português e deixou a Copa ainda na fase de grupos.

3-) Itália 1982: Considerada por muitos a seleção que jogou o futebol mais bonitos de todas as Copas, a equipe de 82, comandada por Telê Santana no Mundial da Espanha acabou sendo derrotada pela Itália por 3 a 2. A eliminação precoce para o time liderado por Paolo Rossi foi bastante sentida, pois o Brasil precisava apenas do empate para chegar às semifinais.

2-) França 1998: liderada pelo craque Zinedine Zidane, a seleção francesa da Copa do Mundo de 1998 ficará marcada na memória do brasileiro. Com um lugar cativo na lista dos carrascos do Brasil, a França de Barthez, Petit, Lizarazu e Zizou atropelou a seleção de Ronaldo, Rivaldo, Taffarel e Cafu por 3 a 0, dando o primeiro título mundial aos franceses em pleno Saint-Denis.

1-) Uruguai 1950: O maior carrasco brasileiro da história das Copas do Mundo é a seleção uruguaia de 1950, liderada por Alcides Ghiggia. Responsável por marcar o gol da Celeste Olímpica na vitória por 2 a 1 no dia 16 de julho, o atacante foi o grande líder daquela equipe que calou quase 200 mil vozes no Maracanã.

Medo ou respeito? Relembre as seleções que foram carrascas do Brasil em Copas

Sem mais artigos