O argentino Lionel Messi é o jogador que mais ganhou em 2013, com um total de € 41 milhões, ficando na frente do português Cristiano Ronaldo, com € 39,5 milhões, e do brasileiro Neymar, com € 29 milhões, segundo a classificação publicada nesta terça-feira (18) pela revista francesa France Football.

É o quarto ano no qual Messi lidera a lista de jogadores com maior renda desde que a publicação começou a elaborá-la em 1999 e que já dominou em 2010, 2011 e 2012.

No ano passado, o argentino foi superado pelo inglês David Beckham, que desapareceu da presente edição ao não estar em atividade.

Messi embolsou € 12,5 milhões em conceito de salário anual, ao qual somou € 2,5 milhões em prêmios e € 26 milhões por seus contratos publicitários.

No total, o argentino do Barcelona arrecadou € 6 milhões a mais que na edição de 2013 da lista, na qual teve um milhão a menos que Beckham.

Messi é o quinto esportista com mais ingressos, de acordo com a France Football, superado pelo golfista americano Tiger Woods (€ 53 milhões), o tenista suíço Roger Federer (€ 51,5 milhões) e os jogadores de basquete americanos Kobe Bryant (€ 46,5 milhões) e LeBron James (€ 44 milhões).

A substancial melhora do contrato de Cristiano Ronaldo com o Real Madrid não permitiu ao português superar Messi. O luso ingressou € 39,5 milhões, € 9,5 a mais que na edição do ano passado.

Cristiano Ronaldo passou a cobrar como salário anual € 17 milhões, meio milhão por prêmios esportivos e € 22 milhões em contratos publicitários.

O português nunca liderou a lista dos jogadores com mais ingressos do mundo, na qual já foi segundo em 2011 e terceiro em 2010, 2012 e 2013.

Neymar protagoniza a aparição mais espetacular da classificação, avançando em dois anos desde a 13ª posição até a terceira. Essa ascensão tem muito a ver com o contrato assinado com o Barcelona, que lhe garante um salário de € 14,5 milhões.

A essa quantia, se somou meio milhão de prêmios e outros 14 milhões de contratos publicitários, para totalizar € 29 milhões.

Veja o top 10 na galeria acima! 

Sem mais artigos