A estrela do futebol mundial, o argentino Lionel Messi, promoveu nesse sábado (29) o evento chamado de Batalha das Estrelas II na cidade colombiana de Medellín, no qual seu time derrotou, por 9 a 6, a equipe do resto do mundo.

Além do placar, o público conseguiu virar a página que significou o atraso da partida, quase duas horas, por conta de um grupo de pais e seus filhos que protestaram porque não conseguiram uma sessão de fotos e autógrafos com a estrela do Barcelona e bloquearam as vias do hotel onde estavam hospedados os participantes do espetáculo.

Antes de se retirar de campo, Messi pediu perdão pelo atraso e assinalou que eram imponderáveis.

No meio de tudo, os aproximadamente 15 mil torcedores que compraram as entradas puderam apreciar um pouco da magia de Messi, bem como a de outros jogadores que acompanharam a exibição.

Messi, que marcou o primeiro gol de sua equipe, saiu de campo aos 25 minutos do segundo tempo, no meio de aplausos do público, que esqueceu o tempo que esperaram por causa do impasse causado pelo protesto.

A equipe de Messi entrou em campo composta de David Ospina, Demichelis, Stefan Medina, Materazzi, Avidal, Mascherano, Moloula, Dorlan Pabón, Pablo Aimar, Messi e Juan Pablo Ángel.

A equipe do restos do Mundo foi escalada com com Wilfredo Cavallero, Daniel Bocanegra, John Viáfara, Mario Yepes, Santiago Solari, Johny Vásquez, Julio Baptista, Giovanni Hernández, James Rodríguez, Robinho e Jackson Martínez. 

Sem mais artigos