O técnico Muricy Ramalho declarou, na noite de domingo, após o empate diante do Paulista, em Jundiaí, que conta com o meia Paulo Henrique Ganso para a temporada.

Neste ano, o Santos comemora seu centenário e, segundo treinador, o camisa 10 pretende fazer história no clube para voltar à seleção brasileira.

“O Ganso é jogador de Copa do Mundo. Para ele sair, tem que ser algo acima do normal. Pela minha experiência, eu acho que ele não vai sair do Santos agora. Ele quer mostrar trabalho para voltar à Seleção Brasileira”, opinou Muricy.

O treinador ainda ressaltou que Ganso está animado e elogiou o desempenho do meia durante a pré-temporada.

“Eu não pergunto nada para ele, se vai sair ou vai ficar. A nossa relação é só de treinador e jogador. Agora, o Ganso está cumprindo bem as suas funções. Ele se apresentou para a pré-temporada com um ânimo diferenciado. Por isso, ele está surpreendendo nos treinamentos. Pelos testes, eu vejo que o Ganso está querendo demais jogar pelo Santos neste ano. Acho que ele não vai sair”, completou o treinador.

Na última semana, o Porto ofereceu 8 milhões de euros pelo jogador. O presidente do Santos, Luiz Álvaro Ribeiro Oliveira, prontamente recusou a proposta e ainda ironizou: “falta um zero neste valor”, disse o santista.

Ganso tem contrato com o Santos até fevereiro de 2015 e a multa rescisória para clubes do exterior é de 50 milhões de euros (cerca de R$ 114 milhões).

Sem mais artigos