<br>O atacante Adriano, atualmente no São Paulo, afirmou que não vê a hora de voltar a vestir a camisa da Internazionale de Milão. A declaração foi divulgada pelo jornal italiano <i>La Gazzetta dello Sport</i>, em entrevista concedida pelo jogador, nesta quinta-feira.

Quando estava na Itália, Adriano assumiu ter problemas com depressão e com o álcool, e por este motivo, foi empretado ao clube do Morumbi para tentar superar os seus problemas."Tinha medo de vir e não conseguir sair da crise em que eu me encontrava. Isso poderia ser meu fim, mas agora me concentro nos jogos, e assim posso chegar a qualquer lugar", desabafou o atleta, que tem ajudado, com gols, o Tricolor a avançar na Libertadores.

A permanência do Imperador já foi descartada há muito tempo pelo presidente do São Paulo, Juvenal Juvêncio, e agora, com as declarações do jogador ao jornal italiano, percebe-se que a saída de Adriano está mais próxima ainda. "As pessoas na Inter acreditaram em mim, por isso, não vejo a hora de voltar a vestir aquela camisa. Quero muito regressar e jogar com Ibrahimovic e Balotelli", afirmou.

<b>LEIA TAMBÉM:</b>
<a target=_blank href=http://www.virgula.com.br/esporte/novo/nota.php?ID=24911>São Paulo vence, se classifica e foge do Fluminense<a>

Sem mais artigos