Em entrevista coletiva concedida na manhã desta terça-feira (02), o técnico do São Paulo, Ney Franco, falou sobre a “decisão” que o time fará nesta quarta-feira (03) na Libertadores, contra o The Strongest, em La Paz, na Bolívia.

Segundo ele, o time que perdeu para o Corinthians no último domingo (31), por 2 a 1, pelo Paulistão, será mantido, com exceção de Luis Fabiano, suspenso. Wallyson e Aloísio deverão brigar pela vaga, que será definida somente amanhã.

“A principal força do São Paulo é a tradição, a força da camisa, a qualidade e o compromisso dos jogadores”, ressaltou o comandante, que confia na vitória. Triunfo este que seria o primeiro da equipe como vistante, já que perdeu todas as partidas que jogou fora de casa no torneio continental (4 a 3 contra o Bolívar na pré-Libertadores, 2 a 1 para o Atlético-MG e 2 a 1 para o Arsenal de Sarandí).

“Nos momentos decisivos comigo, a equipe sempre se superou, por isso eu acredito muito na vitória em La Paz”, fez questão de lembrar Ney, que vê esta partida tão decisiva quanto às finais da Sul-Americana de 2012, quando levou o título.

Rogério Ceni, que havia virado dúvida após o clássico do último final de semana, está garantido no time. Mas, se algo vir a dar errado, Ney Franco deposita toda a sua confiança no reserva Dênis.

“O planejamento do jogo da pré-Libertadores foi perfeito e vamos repetí-lo. Só não pode acomodar como ocorreu no segundo tempo”, disse, falando do tema altitude. Vale lembrar que o São Paulo abriu 3 a 0 contra o Bolívar em La Paz, mas acabou tomando uma impressionante virada.

Ney também falou que tem informações extraoficiais e que devem ser divulgadas hoje sobre a suspensão de quatro jogos de Luis Fabiano, cujo clube tenta diminuir.

 

Sem mais artigos