A noite de quinta-feira (13) foi para o atacante Neymar apagar de sua memória. Além do Santos ter perdido para o Atlético-MG por 2 a 1 na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, o camisa 11 foi expulso por reclamação e deixou o treinador Muricy Ramalho irritado.

Depois de bastante apanhar da defesa atleticana, Neymar reclamou para o árbitro e recebeu cartão amarelo. Não satisfeito, o atacante do Peixe bateu palmas ironicamente e acabou recebendo o cartão vermelho. Ainda dentro de campo, Neymar chegou a esboçar uma explicação ao treinador, mas discutiu e ficou irritado com a jovem estrela.

Ao final do jogo, porém, Muricy Ramalho apareceu mais calmo para conceder entrevistas e revelou que Neymar se arrependeu do que fez e até chorou no vestiário ao pedir desculpas para o grupo.

“Ele chorou entre os jogadores, pediu desculpas pela expulsão. Ele reconheceu o erro, e falou para todos isso. O Neymar é um cara humilde”, disse o treinador à rádio Globo.

Apesar de não retirar a culpa de seu jogador, Muricy também fez questão de ressaltar que Neymar sofre muita falta em todos os jogos que participa. 

“O Neymar não poderia ter feito isso, dado razão para ser expulso. Ele não pode perder a cabeça e errou ao aplaudir o árbitro. Só que tem muito juiz com vergonha de apitar tanta falta em cima dele. Aí fica complicado, ele terá que se acostumar”, alertou.

Neymar chora e pede desculpas a jogadores do Santos por expulsão

Sem mais artigos