O Brasil bem que tentou, mas não conseguiu a classificação de forma antecipada para as oitavas de final da Copa do Mundo nesta terça-feira (17), em Fortaleza, ao empatar em 0 a 0 com o México, na Arena Castelão. E boa parte desta ‘culpa’ tem um grande responsável: o goleiro mexicano Guillermo Ochoa, principal jogador da partida válida pela segunda rodada do Grupo A do torneio.

Assim como vem acontecendo com grande frequência nos jogos da Seleção Brasileira, o hino nacional foi um dos principais momentos pré-jogo do Mundial, com direito ao craque Neymar chorando ao fim da execução, tamanha emoção após ouvir os mais de 60 mil torcedores o acompanharem no Castelão.

Na hora da bola rolando, oque se viu dentro de campo foi uma forte marcação mexicana e diversas tentativas de finalização do Brasil, todas em vão. Fora das quatro linhas, a festa foi divida pelas duas torcidas. Em maior número, os brasileiros abusavam das fantasias, indo de Chapolin a Zé Bonitinho, enquanto que os mexicanos apostavam no tradicional sombreiro e na máscara de lutador.

O jogo terminou sem gols, deixando as duas equipes com quatro pontos ganhos em dois jogos e levando a decisão para a última rodada da chave. O Brasil volta a campo na próxima segunda-feira (23), contra Camarões, em Brasília, às 17h. Já o México, que está em segundo por conta do saldo de gols, encara a Croácia, no mesmo dia e horário, na Arena Pernambuco. Antes disso, contudo, europeus e africanos se encontram, nesta terça (18), às 19h, na Arena da Amazonas.

Clique na galeria acima e veja as melhores fotos do duelo

Sem mais artigos