Aconteceu na tarde da última terça-feira (25), no restaurante italiano Vinheria Percussi, localizado no bairro de Pinheiros, em São Paulo, o lançamento da linha de vinho do narrador e apresentado Galvão Bueno, da Rede Globo. Dono da Bueno Wines, o jornalista apresentou o Vinho Bueno-Cipresso Brunello di Montalcino, safras 2007, 2005 e 2004 Riserva, seu mais novo produto.

Ao lado do enólogo italiano Roberto Cipresso, seu sócio na empresa, Galvão aproveitou para fazer a degustação das três safras, que serão importadas em 3 mil garrafas da de 2004 e mais 5 mil das de 2005 e 2007.

Os vinhos de Galvão Bueno, que serão distribuídos a partir do início do mês de março, chegarão ao consumidor final no varejo pelo valor médio de R$ 350,00.

O lançamento dos vinhos do narrador acontece exatamente no mesmo ano em que Galvão Bueno cogitou se aposentar e trabalhar em sua última Copa do Mundo. Presente em nove mundiais, o jornalista revelou no 11 de julho de 2010, após a vitória da Espanha por 1 a 0 diante da Holanda, que 2014 seria o ano de sua aposentadoria.

Na oportunidade, ele até brincou ao falar sobre a Copa do Mundo de 2018, na Rússia. “Pode ser que lá estarei, mas não trabalharei. Apenas assistirei”, afirmou Galvão na época.

Porém, durante o programa Altas Horas, de dezembro do ano passado, o narrador esclareceu suas declarações ao apresentador Serginho Groismann, dizendo que até já comprou passagem pra Rússia.

“Eu não disse que pararia de narrar depois da Copa, mas que naquele momento eu não me via fazendo outra Copa fora do Brasil. Mas agora estou até comprando passagem para Rússia, em 2018”, disse.

Relembre no vídeo abaixo a declaração de Galvão sobre aposentadoria:

 

 

Sem mais artigos