O meia do Barcelona, Xavi Hernández, está convencido de que no “futebol o resultado é um impostor”, porque “é possível fazer uma partida quase perfeita e não ganhar”.

As declarações de Xavi Hernández foram publicadas nesta quarta-feira (17) no site da Uefa. Segundo o meia, o máximo expoente do jogo do Barcelona é que combina a vontade de ganhar com a satisfação de apresentar um bom futebol.

“Outras equipes ganham e estão contentes, mas não é a mesma coisa. Falta identidade. No futebol, o resultado é um impostor. Um pode fazer coisas ótimas, muito boas, e não ganhar. Há algo maior do que o resultado, algo mais durável: um legado”, disse.

Xavi comentou que desde que chegou ao Barcelona há 22 anos, sempre jogou da mesma maneira, “segurando a bola, propondo algo além de ganhar, jogando bem o futebol”.

O espanhol disse que a equipe do Barcelona “sempre tenta ser protagonista, indo ao ataque e apresentando um futebol vistoso para que as pessoas se sintam identificadas” e que a torcida não entenderia outra maneira de jogar.

Uma vez que o Campeonato Espanhol está encaminhado, o outro grande objetivo do Barcelona é a Liga dos Campeões. Nas semifinais, o Bayern de Munique será seu rival. Já se passar para final, o Barcelona disputará o título em Wembley, onde conquistou sua primeira (1992) e última (2011) Liga dos Campeões.

“Wembley nos traz alegrias. Tivemos a sorte de estar ali em duas finais e ganhamos as duas. Neste ano, a final volta a ser lá, portanto nos motiva”, disse. 

'No futebol, o resultado é um impostor', diz Xavi Hernández

Sem mais artigos