A fase para o zagueiro Rhodolfo não estava boa. Contestado após não apresentar bom futebol neste ano de 2013, foi sacado do time titular na derrota para o Atlético-MG por 2 a 1 no dia 13 de fevereiro, estreia do time na fase de grupos da Libertadores. O camisa 4 também foi bastante criticado nas derrota para o Bolívar por 4 a 3, na pré-Libertadores, dia 30 de janeiro, e para o Santos, por 3 a 1, dia 3 de fevereiro, já pelo Paulista.

Titular no ano passado e com elogios tanto da comissão técnica quando da torcida, Rafael Tolói viu sua vaga de titular se perder com a chegada do pentacampeão Lúcio, que também joga pelo lado direito da zaga. Com as críticas a Rhodolfo, Tolói ganhou a vaga no time no jogo seguinte ao revés para o Galo, e jogou contra o Ituano na equipe que ganhou por 3 a 2 no Morumbi, dia 16 de fevereiro.

Porém, se somarmos todos os gols levados pelo Tricolor nos quatro jogos em que o camisa 2 esteve em campo no Campeonato Paulista, a média é bem maior do que na época do criticado Rhodolfo, que jogou três no estadual.

Com Tolói, o time levou seis gols, sendo quatro nas últimas duas partidas (contra São Caetano e Ituano) e os outros dois quando a equipe atuou com reservas (duas vitórias por 2 a 1 em cima de Guarani e Atlético Sorocaba).

Com o antigo titular, o São Paulo havia tomado gols no Paulistão somente na derrota para o Santos. No próximo desafio, contra a perigosa Linense, sábado, às 18h30, Tolói está escalado ao lado de Lúcio.

 

Sem mais artigos