O Barcelona já não pode contar com seu principal astro, Lionel Messi, há pouco mais de um mês. Lesionado, o jogador se quer volta a atuar este ano pelo clube espanhol. Porém, um outro atleta vem chamando a responsabilidade e correspondendo com seu status. Após marcar três gols sobre o Celtic na última quarta-feira, (11), pela Liga dos Campeões, Neymar voltou a brilhar e ser decisivo.

No último sábado, (14), o camisa 11 fez os dois gols – um de pênalti – na vitória do Barcelona sobre o Villarreal por 2 a 1, pela 16ª rodada do Campeonato Espanhol e ganhou, novamente, destaque na imprensa catalã.

O ‘Mundo Deportivo’ ressaltou que Neymar “voltou a fazer papel de Messi” e que o jogador demonstrou maturidade ao cobrar o pênalti. “Pode parecer fácil, mas não deve ser. Com 21 anos e uma transferência multimilionárioa cifrada em € 65 milhões sobre as costas, assumir responsabilidades durante o primeiro ano de Barcelona sem sofrer com a pressão é para um jogador com muitas qualidades”, disse a publicação.

O ‘Sport’ foi além e apontou o brasileiro como “goleador e líder”. A manchete também brincou com o fato de o atacante ter alcançado um “duplo-duplo”, no melhor estilo NBA, na temporada: 10 gols e 10 assistências pela equipe catalã. “Ney apareceu quando o time mais necessitava, adiantou ao Barça de pênalti e, depois do empate do rival, resolveu como atacante centralizado”, foi o destaque da capa do tabloide.

No ‘Marca’ os dizeres foram: “Neymar completou sua semana mágica com dois gols que permitem ao Barcelona seguir líder faltando três rodadas para o fim do primeiro turno. Neymar já tem seis gols na liga e, após a lesão de Messi, se converteu no autêntico rei deste Barcelona que ganha tudo no Camp Nou”, afirmou.

Desfalque e irritação

Porém, ao longo da partida Neymar recebeu um cartão amarelo por demorar a cobrar o escanteio e está suspenso para o jogo contra o Getafe, na próxima rodada. O jogador não concordou com a advertência. “Não sei o que aconteceu, eu não fiz nada”, declarou o camisa 11.

O Barcelona é líder isolado do Campeonato Espanhol, com 43 pontos. O segundo colocado é o Atlético de Madrid, com três pontos a menos que o time de Neymar.

Sem mais artigos