O empresário Arnaldo Luiz Albuquerque Tirone é o novo presidente da Sociedade Esportiva Palmeiras. Em uma eleição marcada por protestos da torcida do lado de fora da Academia de Futebol e confusão com um fotógrafo do lado dentro, o candidato da oposição levou 158 votos contra 98 de Paulo Nobre e apenas 21 de Salvador Hugo Palaia.

Tirone não deve ter grandes dificuldades para exercer a função, já que 18 dos 19 cargos escolhidos na noite da última quarta-feira também foram preenchidos por membros da oposição. O novo mandatário pertence ao grupo do ex-presidente Mustafá Contursi, que ficou famoso pela política do “bom e barato”. Tirone não descarta reeditar o modo de governar de seu amigo.

“A prioridade é organizar o clube. No futebol está sendo feito um trabalho. Vamos analisar tudo o que é bom e tentar melhorar o que é para melhorar. Acho que o Palmeiras tem uma boa equipe, o técnico (Luiz Felipe Scolari) está tentando trabalhar. O Paulista está em andamento. Não podemos prometer nada. A política do bom e barato deu certo em um momento, talvez não dê agora. O que não dá certo é o ruim e caro”, afirmou o novo presidente.

Confusão na Academia

O clima ficou tenso durante o processo eleitoral. De dentro da Academia, conselheiros ficaram sabendo que um dos fotógrafos presentes estava provocando o Palmeiras pelo Twitter.

Thiago Vieira, contratado para fazer a cobertura das eleições por um jornal, postou a seguinte frase em seu microblog: “Enquanto os porcos não se decidem poderiam mandar mais lanchinhos e refrigerante pra imprensa q assiste ao jogo do timão na sala de imprensa”.

A publicação repercutiu dentro da Academia e conselheiros, entre eles Wlademir Pescarmona, foram tirar satisfação com o fotógrafo. Thiago Vieira foi retirado à força do local entre empurrões e pontapés.

Oposição vence e Arnaldo Tirone é o novo presidente do Palmeiras

Sem mais artigos
Sair da versão mobile