Quanto mais perto do início da Copa do Mundo, mais contente e extrovertido fica Ronaldo. O membro do Comitê Organizador Local (COL) do Mundial esteve na redação do jornal alemão, Bild, na última quinta-feira (23), acompanhado da noiva Paula Morais, e fez a festa dos jornalistas.

Primeiro, o ex-jogador se divertiu ao olhar para uma televisão e ver um comercial estrelado por Oliver Kahn, o goleiro que sofreu os dois gols do atacante na final da Copa do Mundo de 2002. O Fenômeno apontou para o aparelho e arrancou gargalhadas dos que acompanhavam a entrevista.

Depois, Ronaldo brincou com o fato de todo estrangeiro querer provar a nossa caipirinha quando vem ao Brasil e alertou a Seleção da Alemanha para não exagerar com a bebida.

“Para quem ganhar a Copa, uma caipirinha vai ser muito pouco. Todo mundo vai querer ganhar, tomar todas as caipirinhas possíveis e dançar todo o tempo do mundo sem cair porque a caipirinha… depois de duas ou três, você já começa a ver em dobro”, disse o ex-atacante.

Para finalizar, o Fenômeno não desagradou os locais e falou sobre uma possível final no Mundial entre Brasil e Alemanha.

“Ter uma final entre Brasil e Alemanha no Maracanã pode ser histórico”, concluiu o empresário.

Sem mais artigos