Partidos políticos belgas expressaram rejeição às condições econômicas da Fifa para a organização das Copas de 2018 e de 2022, competições para as quais Bélgica e Holanda são candidatas conjuntas a sede.

Dias antes da Fifa iniciar visita de inspeção à candidatura de Bélgica e Holanda, a imprensa belga informou hoje que o partido social-democrata SP.A considera inaceitável as condições da Fifa, que incluem isenções fiscais e tratamento preferente aos patrocinadores da Copa.

“É inconcebível que entidades internacionais como Fifa tenham isenções fiscais diante dos trilhões de lucros obtidos”, afirmou o senador Bert Anciaux. Segundo ele, o dossiê de candidatura de Bélgica e Holanda seja discutido no Parlamento, depois das eleições realizadas na Bélgica em junho passado.

A Fifa iniciará na próxima segunda-feira a visita de inspeção à candidatura de Bélgica e Holanda, após já ter examinado as de Austrália, Coreia e Japão.

Bélgica e Holanda são candidatas conjuntas à organização da Copa de 2018 e da de 2022, assim como Espanha e Portugal (também conjuntamente), Inglaterra, Rússia e Estados Unidos.

Já Coreia, Japão, Catar e Austrália são candidatas apenas à Copa de 2022.

Partidos belgas rejeitam condições da Fifa para promover Copas de 2018 e 2022

Sem mais artigos