Considerado o melhor jogador de todos os tempos, Pelé disse nesta quarta-feira (04) que não sabe se gostaria que de ver a Espanha na final da Copa do Mundo de 2014 e que “só” quer o Brasil campeão no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, onde será disputada a principal partida da competição.

O ex-jogador considerou que “quer o Brasil na final seja com quem for” e disse que o “importante” é que seu país “esteja na final e que ganhe se for possível”.

Em declarações aos jornalistas durante um ato publicitário em São Paulo, Pelé esclareceu que não será responsável por retirar as bolas das urnas no sorteio que definirá os grupos da Copa do Mundo, que será realizado na sexta-feira na Costa do Sauípe, e explicou que na ocasião apenas exercerá o papel “de representante” da delegação brasileira.

“No sorteio vou representar o Brasil e receber algumas delegações estrangeiras”, apontou o astro, que antecipou que a presidente brasileira, Dilma Rousseff, “talvez” esteja presente no ato, mas “ainda não é certo”.

Pelé, acompanhado hoje pelo nadador americano Michael Phelps, entendeu como piada uma das perguntas dos jornalistas presentes, que disse que o astro “dava azar” ao Brasil.

“Cinco mundiais, dois com o Santos e três com o Brasil. Você tem toda razão”, respondeu entre risos.

Sem mais artigos