<br>
Depois de denúncia feita pelo jornal <i>The Sunday Times</i>, o subchefe do Departamento de Segurança do Trabalho de Pequim, Ding Zhenkuan, confirmou nesta segunda-feira que seis operários morreram durante a construção de instalações para a Olímpiada de Pequim.

Ding, no entanto, só revelou que dois trabalhadores morreram nas obras do Estádio Olímpico, conhecido como "Ninho de Pássaro" pela sua arquitetura. "Houve duas mortes no Ninho de Pássaro, uma em 2006 e outra em 2007", disse ele, sem revelar o local das outras 4 mortes.

"Indenizamos adequadamente as famílias, relatamos os acidentes à comunidade da construção e punimos seriamente os responsáveis", explicou ele, sem comentar as acusações de que estes operários teriam sido obrigados a trabalhar sem equipamentos de segurança.

<b>LEIA TAMBÉM:</b> <a target=_blank href=http://www.virgula.com.br/esporte/galeria/index.php?id=13803>Pequim: conheça os ginásios</a>

Sem mais artigos