O Liverpool venceu o Manchester City por 3 a 2 neste domingo (13) pela Premier League e agora só depende das próprias forças para ser campeão nacional, algo que não acontece há longos 24 anos. Capitão do time e maior ídolo do clube nos últimos anos, Steven Gerrard relatou, logo após a partida, que “estava perdido”, visto que o tempo não passava durante o duelo.

“Em alguns momentos do jogo, parecia que o relógio andava para trás. Não sei bem o que dizer, estou um pouco perdido”, confessou o volante de 33 anos.

Os Reds ainda têm dois jogos a mais que o rival de hoje, mas, sete pontos à frente, colocam-se em posição privilegiada. Mesmo que o City vença as duas partidas por jogar, fica um ponto atrás. O Chelsea, que é o vice-líder atualmente, tem um jogo a menos em comparação ao Liverpool, só que possui cinco pontos de desvantagem, além de um duelo direto marcado para o próximo dia 26.

“Estamos emocionados, mas temos de manter a calma. Ainda faltam quatro jogos. Nada está ganho, mas este foi provavelmente o passo mais importante que demos até agora”, concluiu.

De fato, desde que o campeonato de chama Premier League, o Liverpool nunca o conquistou. A mudança, que ocorreu em 1992 após brigas internas por causa de cotas televisivas, deu-se dois anos após o último título inglês do clube.

Gerrard, por outro lado, já levantou diversos troféus em Anfield Road. Com o mais importante sendo a Liga dos Campeões na temporada 2004/05, o capitão já comemorou uma Copa da Uefa (2000/01, atual Liga Europa), duas Supercopas da Europa (2001 e 2005), três Copas da Liga Inglesa (2000/01, 2002/03 e 2011/12), duas Copas da Inglaterra (2000/01 e 2005/06) e outras duas Supercopas da Inglaterra, conhecida como Community Shield (2001 e 2006).

Mesmo atuando como volante, algumas vezes como meia, o inglês conseguiu marcar muitos gols com a camisa dos Reds, e hoje é o sexto maior artilheiro da história do clube, com 173 tentos.

Assista abaixo às declarações de Gerrard após o duelo com o City:

Sem mais artigos