Se você acha que o Brasil é o principal exportador de atletas do mundo, você está enganado. Segundo uma pesquisa, a Argentina  vende cerca de 1.800 jogadores por ano contra 1.440 brasileiros.

“Contar os estrangeiros em um clube é uma coisa, mas sua influência é maior do que parece nos números. Muitas vezes, os estrangeiros são os artilheiros. Na Liga dos Campeões, além de Wayne Rooney, o artilheiro da competição sempre foi um jogador estrangeiro”, afirmou Michel Paulot, advogado francês, responsável pelo estudo.

A pesquisa critica a iniciativa de clubes pois muitas vezes eles “têm a tentação de formar legiões estrangeiras, compostas por mercenários que não levam em consideração a história ou a identidade do clube”.

Apesar disso, o advogado excluiu Messi desta lista de mercenários e afirmou que o jogador adotou o estilo e a filosofia do Barcelona.

Pesquisa diz que Argentina exporta mais jogadores que Brasil

Sem mais artigos